Search

Carregando...

Fale comigo!

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Eleito, Obama faz discurso em Chicago



EUA - O democrata Barack Obama falou sobre a realização dos sonhos em seu primeiro discurso como presidente eleito dos Estados Unidos em Chicago, nesta quarta-feira. Confira abaixo suas palavras na íntegra:

"Olá, Chicago! Se alguém aí ainda dúvida de que os Estados Unidos são um lugar onde tudo é possível, que ainda se pergunta se o sonho de nossos fundadores continua vivo em nossos tempos, que ainda questiona a força de nossa democracia, esta noite é sua resposta.

É a resposta dada pelas filas que se estenderam ao redor de escolas e igrejas em um número como esta nação jamais viu, pelas pessoas que esperaram três ou quatro horas, muitas delas pela primeira vez em suas vidas, porque achavam que desta vez tinha que ser diferente e que suas vozes poderiam fazer esta diferença.

É a resposta pronunciada por jovens e idosos, ricos e pobres, democratas e republicanos, negros, brancos, hispânicos, indígenas, homossexuais, heterossexuais, incapacitados ou não-incapacitados.

Americanos que transmitiram ao mundo a mensagem de que nunca fomos simplesmente um conjunto de indivíduos ou um conjunto de Estados vermelhos e Estados azuis.

Somos, e sempre seremos, os Estados Unidos da América. É a resposta que conduziu aqueles que durante tanto tempo foram aconselhados por tantos a serem céticos, temerosos e duvidosos sobre o que podemos conseguir para colocar as mãos no arco da História e torcê-lo mais uma vez em direção à esperança de um dia melhor.

Demorou um tempo para chegar, mas esta noite, pelo que fizemos nesta data, nestas eleições, neste momento decisivo, a mudança chegou aos EUA. Esta noite, recebi um telefonema extraordinariamente cortês do senador McCain.

O senador McCain lutou longa e duramente nesta campanha. E lutou ainda mais longa e duramente pelo país que ama. Agüentou sacrifícios pelos EUA que sequer podemos imaginar. Todos nos beneficiamos do serviço prestado por este líder valente e abnegado.

Parabenizo a ele e à governadora Palin por tudo o que conseguiram e desejo colaborar com eles para renovar a promessa desta nação durante os próximos meses.

Quero agradecer a meu parceiro nesta viagem, um homem que fez campanha com o coração e que foi o porta-voz de homens e mulheres com os quais cresceu nas ruas de Scranton e com os quais viajava de trem de volta para sua casa em Delaware, o vice-presidente eleito dos EUA, Joe Biden.

E não estaria aqui esta noite sem o apoio incansável de minha melhor amiga durante os últimos 16 anos, a rocha de nossa família, o amor da minha vida, a próxima primeira-dama da nação, Michelle Obama.

Sasha e Malia amo vocês duas mais do que podem imaginar. E vocês ganharam o novo cachorrinho que está indo conosco para a Casa Branca.

Apesar de não estar mais conosco, sei que minha avó está nos vendo, junto com a família que fez de mim o que sou. Sinto falta deles esta noite. Sei que minha dívida com eles é incalculável.

A minha irmã Maya, minha irmã Auma, meus outros irmãos e irmãs, muitíssimo obrigado por todo o apoio que me deram. Sou grato a todos vocês. E a meu diretor de campanha, David Plouffe, o herói não reconhecido desta campanha, que construiu a melhor campanha política, creio eu, da história dos EUA da América.

A meu estrategista chefe, David Axelrod, que foi um parceiro meu a cada passo do caminho. À melhor equipe de campanha formada na história da política.

Vocês tornaram isto realidade e estou eternamente grato pelo que sacrificaram para conseguir. Mas, sobretudo, não esquecerei a quem realmente pertence esta vitória. Ela pertence a vocês. Ela pertence a vocês.

Nunca pareci o candidato com mais chances. Não começamos com muito dinheiro nem com muitos apoios. Nossa campanha não foi idealizada nos corredores de Washington. Começou nos quintais de Des Moines e nas salas de Concord e nas varandas de Charleston.

Foi construída pelos trabalhadores e trabalhadoras que recorreram às parcas economias que tinham para doar US$ 5, ou US$ 10 ou US$ 20 à causa.

Ganhou força dos jovens que negaram o mito da apatia de sua geração, que deixaram para trás suas casas e seus familiares por empregos que os trouxeram pouco dinheiro e menos sono.

Ganhou força das pessoas não tão jovens que enfrentaram o frio gelado e o ardente calor para bater nas portas de desconhecidos, e dos milhões de americanos que se ofereceram como voluntários e organizaram e demonstraram que, mais de dois séculos depois, um governo do povo, pelo povo e para o povo não desapareceu da Terra.

Esta é a vitória de vocês. Além disso, sei que não fizeram isto só para vencerem as eleições. Sei que não fizeram por mim.

Fizeram porque entenderam a magnitude da tarefa que há pela frente. Enquanto comemoramos esta noite, sabemos que os desafios que nos trará o dia de amanhã são os maiores de nossas vidas - duas guerras, um planeta em perigo, a pior crise financeira em um século.

Enquanto estamos aqui esta noite, sabemos que há americanos valentes que acordam nos desertos do Iraque e nas montanhas do Afeganistão para dar a vida por nós.

Há mães e pais que passarão noites em claro depois que as crianças dormirem e se perguntarão como pagarão a hipoteca ou as faturas médicas ou como economizarão o suficiente para a educação universitária de seus filhos.

Há novas fontes de energia para serem aproveitadas, novos postos de trabalho para serem criados, novas escolas para serem construídas e ameaças para serem enfrentadas, alianças para serem reparadas.

O caminho pela frente será longo. A subida será íngreme. Pode ser que não consigamos em um ano nem em um mandato. No entanto, EUA, nunca estive tão esperançoso como estou esta noite de que chegaremos.

Prometo a vocês que nós, como povo, conseguiremos. Haverá percalços e passos em falso. Muitos não estarão de acordo com cada decisão ou política minha quando assumir a presidência. E sabemos que o Governo não pode resolver todos os problemas.

Mas, sempre serei sincero com vocês sobre os desafios que nos afrontam. Ouvirei a vocês, principalmente quando discordarmos. E, sobretudo, pedirei a vocês que participem do trabalho de reconstruir esta nação, da única forma como foi feita nos EUA durante 221 anos, bloco por bloco, tijolo por tijolo, mão calejada sobre mão calejada.

O que começou há 21 meses em pleno inverno não pode acabar nesta noite de outono.

Esta vitória em si não é a mudança que buscamos. É só a oportunidade para que façamos esta mudança. E isto não pode acontecer se voltarmos a como era antes. Não pode acontecer sem vocês, sem um novo espírito de sacrifício.

Portanto façamos um pedido a um novo espírito do patriotismo, de responsabilidade, em que cada um se ajuda e trabalha mais e se preocupa não só com si próprio, mas um com o outro.

Lembremos que, se esta crise financeira nos ensinou algo, é que não pode haver uma Wall Street (setor financeiro) próspera enquanto a Main Street (comércio ambulante) sofre.

Neste país, avançamos ou fracassamos como uma só nação, como um só povo. Resistamos à tentação de recair no partidarismo, na mesquinharia e na imaturidade que intoxicaram nossa vida política há tanto tempo.

Lembremos que foi um homem deste estado que levou pela primeira vez a bandeira do Partido Republicano à Casa Branca, um partido fundado sobre os valores da auto-suficiência e da liberdade do indivíduo e da união nacional.

Estes são valores que todos compartilhamos. E enquanto o Partido Democrata conquistou uma grande vitória esta noite, fazemos com certa humildade e a determinação para curar as divisões que impediram nosso progresso.

Como disse Lincoln a uma nação muito mais dividida que a nossa, não somos inimigos, mas amigos. Embora as paixões os tenham colocado sob tensão, não devem romper nossos laços de afeto.

E àqueles americanos cujo apoio eu ainda devo conquistar, pode ser que eu não tenha conquistado seu voto hoje, mas ouço suas vozes. Preciso de sua ajuda e também serei seu presidente.

E a todos aqueles que nos vêem esta noite além de nossas fronteiras, em Parlamentos e palácios, a aqueles que se reúnem ao redor dos rádios nos cantos esquecidos do mundo, nossas histórias são diferentes, mas nosso destino é comum e começa um novo amanhecer de liderança americana.

A aqueles que pretendem destruir o mundo: vamos vencê-los. A aqueles que buscam a paz e a segurança: apoiamo-nos.

E a aqueles que se perguntam se o farol dos EUA ainda ilumina tão fortemente: esta noite demonstramos mais uma vez que a força autêntica de nossa nação vem não do poderio de nossas armas nem da magnitude de nossa riqueza, mas do poder duradouro de nossos ideais: democracia, liberdade, oportunidade e firme esperança.

Lá está a verdadeira genialidade dos EUA: que o país pode mudar. Nossa união pode ser aperfeiçoada. O que já conseguimos nos dá esperança sobre o que podemos e temos que conseguir amanhã.

Estas eleições contaram com muitos inícios e muitas histórias que serão contadas durante séculos. Mas uma que tenho em mente esta noite é a de uma mulher que votou em Atlanta.

Ela se parece muito com outros que fizeram fila para fazer com que sua voz seja ouvida nestas eleições, exceto por uma coisa: Ann Nixon Cooper tem 106 anos.

Nasceu apenas uma geração depois da escravidão, em uma era em que não havia automóveis nas estradas nem aviões nos céus, quando alguém como ela não podia votar por dois motivos - por ser mulher e pela cor de sua pele.

Esta noite penso em tudo o que ela viu durante seu século nos EUA - a desolação e a esperança, a luta e o progresso, às vezes em que nos disseram que não podíamos e as pessoas que se esforçaram para continuar em frente com esta crença americana: Podemos.

Em uma época em que as vozes das mulheres foram silenciadas e suas esperanças descartadas, ela sobreviveu para vê-las serem erguidas, expressarem-se e estenderem a mão para votar. Podemos.

Quando havia desespero e uma depressão ao longo do país, ela viu como uma nação conquistou o próprio medo com uma nova proposta, novos empregos e um novo sentido de propósitos comuns. Podemos.

Quando as bombas caíram sobre nosso porto e a tirania ameaçou ao mundo, ela estava ali para testemunhar como uma geração respondeu com grandeza e a democracia foi salva. Podemos.

Ela estava lá pelos ônibus de Montgomery, pelas mangueiras de irrigação em Birmingham, por uma ponte em Selma e por um pregador de Atlanta que disse a um povo: "Superaremos". Podemos.

O homem chegou à lua, um muro caiu em Berlim e um mundo se interligou através de nossa ciência e imaginação. E este ano, nestas eleições, ela tocou uma tela com o dedo e votou, porque após 106 anos nos EUA, durante os melhores e piores tempos, ela sabe como os EUA podem mudar. Podemos.

EUA avançamos muito. Vimos muito. Mas há muito mais por fazer.

Portanto, esta noite vamos nos perguntar se nossos filhos viverão para ver o próximo século, se minhas filhas terão tanta sorte para viver tanto tempo quanto Ann Nixon Cooper, que mudança virá? Que progresso faremos?

Esta é nossa oportunidade de responder a esta chamada. Este é o nosso momento. Esta é nossa vez.

Para dar emprego a nosso povo e abrir as portas da oportunidade para nossas crianças, para restaurar a prosperidade e fomentar a causa da paz, para recuperar o sonho americano e reafirmar esta verdade fundamental, que, de muitos, somos um, que enquanto respirarmos, temos esperança.

E quando nos encontrarmos com o ceticismo e as dúvidas, e com aqueles que nos dizem que não podemos, responderemos com esta crença eterna que resume o espírito de um povo: Podemos.

Obrigado. Que Deus os abençoe. E que Deus abençoe os EUA da América".

domingo, 19 de outubro de 2008

Big riders na Barra

Carlos Burle e Eraldo Gueiros são nomes conhecidos do surfe. Principalmente quando se fala do surfe em ondas grandes. Os dois estão no Rio de Janeiro treinando para a temporada no Pacífico Norte, quando moram durante cerca de quatro meses no Havaí. E o local escolhido para treinarem o town-in (surfe no qual um dos atletas é rebocado por um jet-sky para entrar na onda) é a Barra da Tijuca.

Burle, Maya e Eraldo na Barra. Foto de Hudson Pontes

A novidade é que esse anos eles não estão sozinhos. Uma menina se juntou a eles. É Maya Gabeira. A surfista, que já encarou na remada as mais temidas ondas do planeta, quer entrar para o insano grupo dos caçadores de ondas gigantescas, que podem atingir até 20 metros de altura.

Na edição desse domingo do GLOBO Barra (leia aqui) você pode ler a matéria que fizemos com os big riders. E aqui, pode conferir o vídeo dos três falando sobre o treinamento, o surfe de ondas grandes, o medo de surfar em mares enormes e sobre a carreira de maneira geral.

Irajá ganha shopping

A fachada do shopping, próximo ao Trevo das Margaridas, em Irajá. Foto: Divulgação


Um novo empreendimento promete levar mais lazer e modernidade para o Irajá, na Zona Norte. É o Via Brasil Shopping, que já começou a ser construído. A previsão de inauguração do novo shopping é em 2010, mas já dá para conferir como será, por exemplo, a fachada (acima) e o interior do complexo (abaixo). Confira a reportagem na íntegra na edição deste domingo do Globo Zona Norte ou no Globo Digital (somente para assinantes).


Porto da Pedra já tem seu samba

Após uma longa seletiva, o trio formado por David de Souza, Fábio Costa e André Felix venceu, pela terceira vez consecutiva, a disputa do samba-enredo "Não me proíbam criar, pois preciso curiar! Sou o país do futuro e tenho muito a inventar!". A matéria completa você pode ler na primeira edição do Minha Cidade, novo suplemento semanal do Extra que chega às bancas neste sábado. Ouça aqui o samba que vai representar a Porto da Pedra no Carnaval 2009.


A vez de Mangueira e Unidos da Tijuca

Apenas três escolas do Grupo Especial ainda não definiram seus sambas para o ano que vem, e esta noite Estação Primeira de Mangueira e Unidos da Tijuca diminuem essa conta para apenas uma. Então, como aconteceu toda esta semana, antes de você ir para a quadra, disponibilizamos sambas concorrentes para você ouvir e escolher seu favorito.

Estação Primeira de Mangueira (Rua Visconde de Niterói 1.072 - Mangueira. A partir das 22h. Ingresso: R$ 20)

Samba de David Corrêa, Marcelo D'Aguiã, Resemar da Mangueira e Bizuca.
Samba de Aníbal, Jerônimo GG, Pope e Jurandir Terra.
Samba de Paulinho Rocha, Vicente Felisberto e Fininho.
Samba de Lequinho, Jr. Fionda, Gilson Bernini e Clarão.

Unidos da Tijuca (Avenida Francisco Bicalho 47, Centro)

Samba de Julio Alves e Totonho.

* Também disputam as parcerias de Telmo Augusto, Alexandre Alegria, Ricardo Góes e André Cabeça; e Sereno, Charlinho, Carlinhos do Sete e J. Herédia.



Além dessas duas agremiações, Caprichosos de Pilares também escolhe samba hoje, com quatro parcerias. E se você quiser ouvir os campeões nas outras escolas do Grupo Especial, clique aqui.


Moda verde sobe a Serra

Foto de Rodrigo Azevedo A preocupação com o futuro do planeta já faz parte da filosofia de diversas empresas. A indústria fashion acompanha a tendência, ou seja, está na moda ser ecológico. Em busca de processos de produção não-agressivos ao meio ambiente, grifes da Serra como Calabrote, Haver e Gloss estão adotando a malha feita de fibra de bambu. Ela substitui tecidos que têm como matéria-prima o eucalipto, árvore cujo reflorestamento é muito mais demorado que o bambu. Além de preservar o meio ambiente, o tecido de fibra de bambu é mais fresco e tem um caimento melhor do que a viscose e a viscolycra, por exemplo. A loja Cola Colorida, da Rua Teresa, em Petrópolis, trabalha com peças 100% algodão (que, portanto, não contêm qualquer material derivado do petróleo, recurso não-renovável), além de malha reciclada. A marca também aproveita sobras de tecido das roupas para produzir acessórios ou para aplicar nas peças (como a da foto deste post). Para saber mais sobre a moda verde na Serra, leia a reportagem no GLOBO-Serra deste fim de semana ou clique no Globo digital (somente para assinantes).

Cieps abandonados...

Dos oito Cieps que foram municipalizados em São Gonçalo, apenas um foge a regra que marca a rotina dos estudantes da rede: unidades abandonadas, com poucos professores e muito lixo no pátio. No 051-Anita Garibaldi, no Jardim Catarina, a menina Idiana reflete a qualidade do ensino: aos 11 anos ela não sabe ler ou escrever. A estudante já repetiu três vezes o primeiro ano do Ensino Fundamental e faltando dois meses para o fim de mais um ano letivo, continua sem saber identificar as letras. A denúncia do descaso com a educação partiu do Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação do Estado do Rio ( Sepe-São Gonçalo) e o Minha Cidade, novo suplemente do EXTRA, vistoriou cada unidade e comprovou a gravidade da situação.

Praça agoniza em São João de Meriti

Praça Castelo Branco em São João de Meriti - Foto:Gustavo Stephan

Os moradores do bairro Vila Rosali e a Prefeitura de São João de Meriti estão fora de sintonia. Enquanto os primeiros reclamam uma reforma na praça Castelo Branco, a Secretaria de Obras garante que já fez a obra, mas vândalos teriam destruído a única área de lazer da região. No final das contas, quem sofre são os freqüentadores, afugentados pelo descaso e abandono.

Os brinquedos estão sucateados. O balanço, a gangorra e o escorregador que antes provocavam risos nas crianças, hoje parecem peças de ferro-velho. E a quadra de futebol vira um pântano quando chove. A Prefeitura garante que entregou a Praça inteiramente reformada, com novos brinquedos, mesas de jogos, bancos e quadra com cerca de proteção em maio deste ano. Cinco meses depois o resultado é este da foto. A reportagem completa você encontra no Caderno Baixada dos jornais O Globo e Extra deste sábado ou no Globo Digital (somente para assinantes).

Vila, Grande Rio e Estácio de Sá já têm samba

Além da Portela, outras três escolas escolheram seus sambas para 2009 na madrugada desta sexta para sábado. Na Unidos de Vila Isabel, os vencedores foram André Diniz, Serginho 20, Artur das Ferragens e Leonel, com um refrão que deve sacudir a escola (clique aqui para ouvir o samba e para ler a letra). Já em Duque de Caxias, Deré, Emerson Dias, Rafael Ribeiro e Mingau são os compositores do samba da Acadêmicos da Grande Rio (ouça e veja a letra). E na Estácio de Sá, do Grupo de Acesso, surpresa com a vitória de Osmar, Marcelo Buda, Antonio da Conceição, Magu, Neneu, Hugo Bruno e Lúcio Moraes (confira a letra). E você? Concorda com os campeões? Até agora, qual o melhor samba do Grupo Especial em sua opinião?

Portela sagra tricampeões em noite de gala

Quadra da Portela no dia da semi-final. Foto de divulgação/Portela

Deram aos compositores portelenses (logo os portelenses...) a missão de fazer um samba sobre o amor. E não podia ser diferente. Na noite de ontem, quando a Águia escolheu a composição que levará para a avenida ano que vem, o torcedor da azul-e-branco lavou a alma, se esbaldou e tinha uma certeza: qualquer samba que vencesse colocaria a Portela na lista das agremiações com os melhores da safra 2009. Numa disputa com nomes como Diogo Nogueira, filho de João Nogueira, e Eliane Farias, filha de Paulinho da Viola, além de outros bambas, difícil era escolher o melhor. No fim, venceu a parceria de Ciraninho, Wanderley Monteiro, Diogo Nogueira, L.C Máximo e Júnior Escafura, que se sagraram tricampeões. Na quadra, grande parte dos portelenses aprovou. E você? Gostou do samba? Ouça, veja a letra e opine!

Enredo: "E por falar em amor, onde anda você?"

Brilha Portela! Das trevas renasce o amor...
Doze cavaleiros se uniram
Um rei a lealdade conquistou
Lendas do povo europeu
Festiços, mistérios, magia
A lua vem beijar o astro rei
A noite se encontra com o dia
Lágrimas nos olhos do imperador
Na Índia, o palácio da saudade
Mãe África Negra! O amor cruza o mar! Liberdade!

Meu coração guerreiro
É raça, é filho desse chão
Meu canto tem raiz, é brasileiro
É natureza e miscigenação


Cenas de cinema, lindos temas de amor
A união da família, momentos que o vento levou
O homem tem que usar a consciência,
As maravilhas da ciência
Para viver em harmonia
Vem recordar...ranchos, blocos e cordões
Os mascarados no nos salões
As fantasias no Municipal
Embarque nesse bonde, é carnaval!
São vinte e uma estrelas que brilham no meu olhar
Se eu for falar da Portela não vou terminar
Lá vem minha águia no céu da paixão!
O azul que faz pulsar meu coração!

Oh! Majestade do samba
Meu orgulho maior é tua bandeira!
Chegou minha Portela! Meu eterno amor!
A luz de Oswaldo Cruz e Madureira

Alerj se mobiliza para garantir ampliação do Parque da Tiririca

Esta semana, a disputa pelo Parque da Tiririca entrou num novo round. Em resposta ao mandado de segurança impetrado pelas empresas Pinto de Almeida e Soter Engenharia no Órgão Especial do Tribunal de Justiça, questionando a constitucionalidade do decreto que amplia o parque, o deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL) começou a articular com o líder do governo na Assembléia, o deputado Paulo Melo (PMDB), a apresentação de um projeto de lei para aumentar os limites da Unidade de Conservação. Freixo diz que, se a Justiça acatar a argumentação do mandado e derrubar o decreto, a Alerj garantirá a proteção do parque através do projeto de lei (clique aqui para ler a íntegra da matéria _ só para assinantes).

O anúncio da discórdia

Busdoor de Jorge Roberto Silveira. Foto de Luciana Paschoal

Recém-saído de uma eleição relativamente tranqüila, Jorge Roberto Silveira (PDT) já é motivo de discussões entre advogados. Para comemorar a vitória do pedetista, seu grupo político produziu busdoors agradecendo pelos votos dados ao prefeito eleito. O gesto não foi bem interpretado pelo presidente do Instituto de Direito Político, Eleitoral e Administrativo (Idipea), Alberto Rollo. Segundo ele, os coletivos, por serem uma concessão pública, não podem veicular propaganda política.

A opinião não é compartilhada por Edgard Massa, conselheiro da OAB-Niterói, que não vê intenções políticas na publicidade. Hamilton Pitanga, futuro secretário-executivo de Jorge Roberto, concorda. Mas faz mistério quando perguntado qual é a fonte de recursos dos anúncios. Hamilton diz que "não importa" saber quem pagou pelos busdoors. Leia mais sobre a polêmica nesta edição do GLOBO-Niterói (assinantes podem conferir a reportagem clicando aqui).

E você, concorda com a divulgação da propaganda? Acha que ela deve ser retirada? Opine!

Fuja do congestionamento

O relógio anuncia que são 18h e para quem está saindo de mais um dia de trabalho a sensação de dever cumprido é certa. Já para quem bate ponto no Centro de Alcântara, a certeza é outra: congestionamentos esperam na porta do trabalho. A matéria completa sobre a rotina estressante destes gonçalenses e de moradores de cidades vizinhas que compartilham do problema podem ser lida no MINHA CIDADE, suplemento do EXTRA que chega às bancas neste sábado. Fica aqui a dica de internautas para quem segue de São Gonçalo até a Ponte Rio-Niterói:

"Infelizmente, para quem segue para o Rio não tem alternativa. O melhor é ir de ônibus (para quem tem facilidade, ou o ônibus passa vazio e regularmente, se é que isso existe...). Juro que já pensei em dar a volta na baía, passando por Magé, mas com certeza demorará bem mais. Quem sabe com o Arco Rodoviário... hehe"

"Ah, esse eu nunca tentei, mas de repente pegar a João Brasil ali na Venda da Cruz e depois a Noronha Torrezão para ir para a Zona Sul de Niterói deve ser um bom caminho. "

"Uma boa opção para fugir dos congestionamentos, para quem vai pra Niterói, é pegar a Benjamim Constant e seguir pelo desvio instalado pela prefeitura, fazendo com que os motoristas prossigam até a saída da Alameda. Esse caminho foge daquele engarrafamento de quem vai para a Ponte. "

Paes e Gabeira falam sobre a Zona Oeste

O GLOBO-Zona Oeste enviou aos dois candidatos à prefeitura do Rio que estão no segundo turno, Eduardo Paes (PMDB) e Fernando Gabeira (PV), perguntas dos internautas sobre os problemas da região. Os leitores questionaram sobre a limpeza das ruas, problemas na Baía de Sepetiba, falta de opções culturais, transporte público e má conservação de ruas e avenidas.

Na edição deste sábado, serão publicadas as respostas de cada um. É a chance de analisar o que Paes e Gabeira pensam sobre a Zona Oeste.

Dor em vez de alegria

Foto de Marcelo Carnaval

Depois de um desentendimento com o companheiro, a agressão física. Sem saber o que fazer, muitas mulheres se calam e até pensam em suicídio. Essa é a realidade de milhares de mulheres do estado do Rio, que convivem com maus tratos, muitas das vezes, praticados pelos maridos ou ex-companheiros.

A Zona Oeste, segundo dados do Instituto de Segurança Pública, é a região da cidade que concentra o maior número de registros de ameaça e agressão física contra as mulheres. O Dossiê Mulher, divulgado pelo ISP esse ano, mostra que cerca de 15 mulheres foram agredidas por dia somente da Zona Oeste em 2007.

Durante a semana, caderno Zona Oeste ouviu relatos de duas mulheres que fazem parte dessa triste estatística. Confira essa história na edição desse sábado.

Viradouro: Juliana Paes vai passar a coroa

Candidatas ao posto de rainha de bateria ensaiam na Viradouro - Foto: Gustavo StephanNo próximo sábado, essas cinco belas meninas vão disputar o posto de rainha de bateria da escola de samba Unidos do Viradouro com outras 29 candidatas. A musa e atual rainha, Juliana Paes, vai passar a coroa em uma cerimônia que promete surpresas.

Em Niterói, multiplicadores atuam em comunidades carentes

Artista plástica Leila B ensina pintura para jovens do Preventório - Foto: Gustavo Stephan

Quando se une a vontade de ajudar à necessidade, o resultado é sempre positivo. Em Niterói, dezenas de multiplicadores se uniram ao projeto "Santo de Casa Faz Milagre", da ONG Campus Avançado, para dar um futuro melhor a jovens carentes. O projeto oferece cursos que vão de pintura a bordado, passando por oficinas de vídeo e silk screen. No total, são oferecidos 30 cursos para mais de 300 jovens. Vizinha do Morro do Preventório, a artista plática Leila B (de azul) abre seu ateliê para oficinas de pintura: "Me sinto realizada em poder ajudar", conta.

O novo suplemento do Extra já está nas bancas

Foto Fábio RossiChega às bancas, neste sábado, o primeiro Minha Cidade, o novo suplemento semanal do EXTRA que vai circular em São Gonçalo, Niterói, Maricá e Itaboraí. Na estréia, os benefícios que os shoppings trarão em breve para São Gonçalo e ainda dicas para fugir do trânsito de Alcântara e os shows que agitarão os próximos dias. Toda semana, o leitor contará com um caderno recheado de informações e novidades sobre a região, uma das mais importantes da região. São reportagens sobre o dia-a-dia de cada cidade e seções como "Lazer", com a programação cultural e dicas de diversão; "Prato Cheio", com sugestões de restaurantes e receitas para incrementar seu cardápio. Na estréia, pratos com frutas.Há ainda, a coluna "Centro, parada obrigatória", com dicas opções para matar o tempo no Centro de Niterói.

Os leitores podem participar da edição do caderno sugerindo reportagens, comentando as notícias ou enviando fotos aqui no blog ou nas seções "Eu-repórter" e "Fala, Minha Cidade".

terça-feira, 16 de setembro de 2008

Novo hospital de Duque de Caxias já é realidade.A unidade é a mais moderna da rede pública do Estado.

O Hospital Municipal Dr. Moacyr Rodrigues do Carmo, obra lançada pela Prefeitura de Duque de Caxias no primeiro dia da atual administração, pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, pelo ministro da Saúde José Gomes Temporão, pelo governador do Estado do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, pelo secretário de Estado de Saúde e Defesa Civil, Sérgio Côrtes, e pelo secretário de Saúde de Duque de Caxias, Oscar Berro.

A nova unidade estará em pleno funcionamento, aberta a população, a partir desta noite. Localizado às margens da Rodovia Washington Luiz (BR-040), o hospital tem mais de 18 mil metros quadrados de área construída, oferecerá 243 leitos, sendo 59 para urgência e emergência, com serviços de internação de adultos e de crianças, UTI adulto e pediátrica, atendimento a pacientes graves, psiquiatria, politrauma e isolamento. Com capacidade aproximada de 900 cirurgias por mês, laboratório, centro obstétrico, farmácia e central de material esterilizado. A unidade conta também com seis salas de cirurgia, unidade para tratamento de queimados, unidade de cirurgia bucomaxilofacial e serviço de fisioterapia. O atendimento será prestado por 1,6 mil profissionais de diversas especialidades de Saúde. Por tudo isso, é considerado o mais moderno hospital público do Estado do Rio de Janeiro.

O empreendimento é o resultado da parceria entre a Prefeitura de Duque de Caxias, Governo do Estado e Governo Federal, que investiram juntos cerca de R$ 72 milhões (R$ 27 milhões, R$ 25 milhões e R$ 20 milhões, respectivamente), além da transferência do terreno para a Prefeitura pela União, no valor estimado de R$ 30 milhões. Duque de Caxias recebe constantemente pacientes de cidades vizinhas, inclusive da capital, o que representa 40% do total. Concebido para ser modelo em atendimento em Saúde, o novo hospital vai diminuir significativamente o déficit de leitos de toda a região.

O presidente Lula ressaltou a importância do empreendimento como uma forma de diminuir a desigualdade social. "Construir um hospital como este seria impensável tempos atrás. Quem mora no andar de cima, acha que os que moram no andar de baixo não precisa ter direitos. Acham que por ser pobre, a pessoa não precisa ter um parto descente, não tem que fazer exames em máquinas chiques que só ricos utilizam. Mas aqui, em Duque de Caxias, agora tem as mesmas máquinas para as pessoas mais ricas do município e para as mais pobres também. Até porque quando a gente está num leito de hospital, vê que não tem rico e nem pobre, percebe ali o quanto somos frágeis", afirmou Lula.

Para o governador Sérgio Cabral, a nova unidade representa uma grande mudança em assistência hospitalar. “As pessoas eram sempre rebocadas para algum lugar. E de repente a Prefeitura de Duque de Caxias resolveu enfrentar um grande desafio. Mas se eu puder resumir a razão de estarmos aqui celebrando a inauguração deste hospital, que certamente não vai tratar apenas de pessoas de Duque de Caxias, mas de toda a Baixada Fluminense”, disse o governador, que exaltou as parcerias, destacando que toda vez que as autoridades se entendem, quem ganha é o povo. E toda vez que as autoridades brigam, quem perde também é o povo.

Para Oscar Berro, secretário de Saúde de Duque de Caxias, esta é uma grande conquista para a cidade. “Desafio qualquer estrutura municipal neste país que tenha feito, nos últimos três anos e meio, o que nós conquistamos e disponibilizamos para a sociedade. Este desafio só está sendo possível por termos adotado neste município o real sentido do que seja compromisso público e conseguido as parcerias necessárias para que isso tudo aconteça”, destacou Berro.

O Hospital Municipal Moacyr do Carmo contará com Apoio a Diagnóstico (Laboratório de Análises Clínicas, Imagenologia, Hemoterapia e Hematologia), Centro Cirúrgico, Centro Obstétrico, Centro de Parto Normal, e apoios Técnico (Nutrição, Farmácia e Central de Material Esterilizado) Administrativo e Logístico, além de Ensino e Pesquisa. Como política de qualidade, serão implantados programas específicos de qualidade global e comissões clínicas de controle de infecção hospitalar, revisão de óbitos e prontuários, terapias, farmácia, entre outros.

A estrutura do hospital proporcionará um atendimento de alto nível, comparado às unidades de saúde do país, inclusive a clínicas particulares, e irá atender, prioritariamente, aos serviços de alta complexidade.

Sobre Moacyr Rodrigues do Carmo

Moacyr Rodrigues do Carmo foi um renomado pediatra da cidade de Duque de Caxias, numa época em que poucos médicos atuavam na região. Ex-combatente, o médico foi prefeito de Duque de Caxias duas vezes. Sua administração se destacou por seus projetos na área da Saúde, principalmente pela a construção do Hospital Infantil Ismélia da Silveira, reformada e ampliada pelo atual governo. Durante sua administração, Duque de Caxias ganhou sua primeira galeria de escoamento de águas pluviais da cidade. O Dr. Moacyr Rodrigues do Carmo faleceu em 1997 de câncer no pulmão.

 LULA CUMPRIMENTA OSCAR BERRO DURANTE DESCERRAMENTO DA PLACA - HOSPITAL
LULA CUMPRIMENTA OSCAR BERRO DURANTE DESCERRAMENTO DA PLACA - HOSPITAL

 VISITA PRESIDENCIAL AO CENTRO CIRÚRGICO DO NOVO HOSPITAL.
VISITA PRESIDENCIAL AO CENTRO CIRÚRGICO DO NOVO HOSPITAL.

 EVENTO DE INAUGURAÇÃO DO HOSPITAL.
EVENTO DE INAUGURAÇÃO DO HOSPITAL.

 Hospital Municipal Dr. Moacyr Rodrigues do Carmo, às margens da Rodovia Washington Luiz.
Hospital Municipal Dr. Moacyr Rodrigues do Carmo, às margens da Rodovia Washington Luiz.


quinta-feira, 24 de julho de 2008

Prefeito da posse aos conselheiros do Previni


O prefeito Lindberg Farias deu posse em seu gabinete, na tarde desta quinta-feira, 24 de julho, aos membros do conselho fiscal e administrativo do Instituto de Previdência de dos Servidores Municipais de Nova Iguaçu (Previni) para o biênio 2008/2009. Ao todo, oito conselheiros vão atuar na análise do balancete e das contas do instituto. A composição é feita por três membros efetivos eleitos, cinco titulares indicados pelo prefeito e dois conselheiros efetivos indicados pela Câmara de Vereadores.

Todos os membros conselheiros efetivos ou suplentes são funcionários efetivos da Prefeitura ou da Câmara de Vereadores. Entre os conselheiros eleitos em assembléia geral estão Tristão Braga Sobrinho (Conselho Fiscal), Elimei Costa Marques e Marice Guimarães Ferreira de Melo (Conselho de Administração). Já os membros titulares indicados pelo prefeito são: Jorge Abade Rodrigues dos Santos (conselho fiscal), Joailton Rodrigues, Carlos Sergio Carvalho e Elizete Marques Sasse (Conselho Administrativo). A Câmara de Vereadores indicou José Borges (Conselho Administrativo) e Everaldo Mello da Cunha (Conselho Fiscal).

quarta-feira, 16 de julho de 2008

REFEITURA DE BELFORD ROXO





O comandante geral do Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro, coronel Pedro Machado, visitou o destacamento da corporação que esta sendo ampliado e reformado pela prefeitura, no bairro Fonte da Rosa, em Belford Roxo. A unidade, que deverá ser inaugurada em agosto, terá um efetivo de 16 bombeiros e oito agentes da Defesa Civil do município.

O destacamento terá dois alojamentos – um para cabos e soldados e outro para sargentos – de 57 metros quadrados cada, depósito, dois banheiros e recepção. A unidade terá 240 metros quadrados de área construída, além do pátio para a manobra de viaturas e instalação de hidrantes.

A prefeita Maria Lucia dos Santos enfatizou que o destacamento será fundamental para Belford Roxo, que hoje utiliza os serviços de Nova Iguaçu ou Duque de Caxias. "O município cresceu e não podemos ficar sem uma unidade do Corpo de Bombeiros. Durante minhas duas gestões consegui trazer também um batalhão de Polícia Militar e o fórum. É uma satisfação perceber a evolução", disse.

O coronel Pedro Machado se surpreendeu com as instalações do destacamento, cujas obras estão em fase de acabamento. Segundo ele, a localização da unidade vai permitir um entrosamento maior do Corpo de Bombeiros com a comunidade. "Esse intercâmbio é primordial para a corporação. Além disso, percebo que a Prefeitura teve muito cuidado com a obra, cujo acabamento está muito bom. As acomodações proporcionarão um bom ambiente de trabalho aos bombeiros", encerrou.

O secretário municipal de Segurança Pública, Francisco D'Ambrósio, lembrou que em dois acidentes em Belford Roxo os bombeiros demoraram a chegar. O primeiro foi a explosão na fábrica da Bayer, e o segundo em um princípio de incêndio no Hospital Jorge Julio Costa dos Santos. "O atraso deu-se não pela ineficácia dos bombeiros, mas por causa da distância. Eles saem de Nova Iguaçu e muitas vezes encontram engarrafamentos. A demora dura em média 30 minutos, que para um incêndio é muito tempo. Com a inauguração do destacamento vamos ganhar mais agilidade nos atendimentos e a resposta será imediata", finalizou o secretário.

Outro ponto destacado na visita do comandante geral do Corpo de Bombeiros foi a integração da corporação com o Serviço de Atendimento Móvel (Samu). Segundo o superintendente de Urgência e Emergência Pré-Hospital Fixa e Móvel, coronel Fernando Suarez, a idéia é fazer com que as viaturas do Samu que atendem Belford Roxo fiquem baseadas no destacamento do bairro Fonte da Rosa. "Iríamos ganhar tempo e agilidade nos serviços, pois às vezes acontece de sair uma viatura do Corpo de Bombeiros e uma do Samu para a mesma ocorrência. Com esta integração, a resposta para um acidente será muito mais rápida. Vamos apresentar esta proposta ao Cisbaf (Consórcio Intermunicipal de Saúde da Baixada Fluminense), que gerencia o Samu na região, e mostrar os benefícios", concluiu o coronel.

FOTOS DE MÁRCIO VIANA:

Foto 1: Maria Lucia e Pedro Machado visitaram as instalações da corporação, que irá agilizar o atendimento na cidade.

Foto 2: O destacamento do Corpo de Bombeiros esta sendo ampliado e reformado pela prefeitura de Belford Roxo.

Coordenadoria de Comunicação Social
Assessor Especial de Imprensa: Alberto Aquino (9943-6012)
Coordenadora: Vanessa Assenoff (9957-3863)
Telefones: 2103-6863, 2103-6892 e 2103-6891
Redatores: Clébio Luiz (9181-0497) e Adriana Braga (9784-4890).

BIBLIOTECA DA ALERJ REÚNE HISTÓRIA E ATUALIDADE


BIBLIOTECA DA ALERJ REÚNE HISTÓRIA E ATUALIDADE

História, informação e beleza num mesmo lugar. A biblioteca da Assembléia Legislativa do Rio, que recebe mais de mil visitantes por mês, é referência para a pesquisa de fatos históricos do estado que foi capital do Brasil de 1763 a 1960. O acervo do legislativo é o mais antigo do País.

Referência cultural do Estado do Rio, a biblioteca da Alerj retrata fielmente a evolução histórica de uma cidade que foi também estado: a Guanabara. Há impressos do tempo de província, do Rio antigo, atas do império (1835), do antigo parlamento (1877), do Conselho Municipal do Distrito Federal (1894), anais das constituintes, da Câmara Federal e do Senado, decretos da Velha República e várias outras obras raras, como a Constituição em braille, D.Quixote de la Mancha, de Cervantes, e Os Lusíadas, de Camões. E, ainda, a coleção dos Diários Oficiais. A predominância de obras com teor legislativo a torna referência não só para os deputados da Casa e seus assessores, como também para juízes, advogados e membros do Poder Público em geral.

Os salões são uma atração à parte. Em estilo renascentista italiano, têm as paredes cobertas com enormes estantes de madeira esculpida com grãos e folhas de café, uma referência ao período áureo do país. Nas portas, cristal para evitar distorção na imagem dos livros. No alto, teto de gesso trabalhado e grandes lustres pendentes, já no piso, mosaico feito de tacos de madeira em três cores. Todo o mobiliário é original da época de fundação e já foi cenário de discussões literárias e de encontros de deputados e outros personagens importantes, como Olavo Bilac, por exemplo. A varanda, que nesta época permitia a visão da Baía de Guanabara, hoje abriga parte dos livros e documentos. São ao todo cerca de 55 mil volumes, segundo Rosa Maria Rangel, especialista legislativa da biblioteca.

A Biblioteca Dona Maria Portugal Duque Costa localiza-se na sala 210 do Palácio Tiradentes, que fica na Rua Dom Manoel, s/nº, no Centro do Rio. Ela funciona de segunda a sexta-feira, das 10h às 17h, mesmo nos períodos de recesso e pode ser acessada pela internet: www.alerj.rj.gov.br (clicar no campo "biblioteca"). Dúvidas também são esclarecidas pelos funcionários através do e-mail dbibliot@alerj.rj.gov.br. E os telefones para informações são: (21) 2588-1418 ou 2588-1419
segunda-feira, 14 de julho de 2008

DEPUTADO SIMÃO SESSIM – PP/RJ - D21022008



O SR. SIMÃO SESSIM (PP-RJ. Pronuncia o seguinte discurso.) - Senhor presidente, senhoras e senhores deputados, a minha rápida intervenção da tribuna desta Casa é para felicitar Excelentíssimo Senhor Governador do Rio de Janeiro, o nosso prezado amigo Sérgio Cabral, que mais uma vez assume posição de grande relevância para a economia, para o progresso e para o bem-estar social do povo fluminense.

Na tarde de ontem, o governador Sérgio Cabral foi ao estaleiro Mauá, em Niterói, fazer o lançamento do Programa de Sustentabilidade da Indústria Naval do Estado do Rio de Janeiro. E o seu primeiro ato concreto, nesse sentido, foi a assinatura do decreto que passa a isentar da cobrança de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) o aço importado para a indústria naval. O objetivo desta importante e oportuna medida é reduzir o preço do insumo para dar mais competitividade ao setor.

São decisões políticas como esta, senhor presidente, que estão devolvendo ao Rio de Janeiro a posição de destaque que sempre ocupou na economia nacional. Agora mesmo, acabamos de receber a boa notícia da Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), dando conta de que empresas estrangeiras irão investir no Estado do Rio de Janeiro cerca de R$ 26 bilhões nos próximos três anos.

E isto, senhor presidente, se deve basicamente ao potencial logístico da nossa região, aos incentivos fiscais que as empresas recebem do governo do Estado, e aos projetos de grande porte que estão chegando À região, como o Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), a Companhia Siderúrgica do Atlântico (CSA), o Arco Metropolitano e o Porto de Açu. Da mesma forma, o Estado deve acolher em breve outras novas empresas de siderurgia, tecnologia, alimentos e bebidas, energia, indústria automotiva, além dos pólos cultural, turístico e petrolífero.

A empresa PSA Peugeot-Citroen, que tem sua fábrica localizada no município fluminense de Porto Real, por exemplo, anunciou recentemente, que irá investir 500 milhões de dólares, até 2010, para suas operações no Mercosul, com fábricas no Brasil e na Argentina. A Coca-Cola, que está presente há mais de 60 anos no Rio de Janeiro, também aproveitou os incentivos fiscais oferecidos pelo estado e está investindo cerca de R$ 224 milhões no projeto de ampliação de sua fábrica em Jacarepaguá, na Zona Oeste da capital fluminense.

A mesma situação, senhor presidente, está acontecendo no setor da Indústria Naval, dando, assim, uma demonstração inequívoca de que o Brasil já começa a conquistar uma nova etapa no percurso de seu desenvolvimento. Como bem disse o presidente Ariovaldo Rocha, do Sindicato Nacional da Indústria Naval (Sinaval), o setor da Indústria Naval está saindo de uma situação de naufrágio para seguir em brandos mares.

E justiça seja feita, senhor presidente, precisamos reconhecer de público a coragem do Governo do Presidente Lula em promover, com decisão e firmeza, o renascimento da indústria naval brasileira. É do próprio presidente da Firjan, doutor Eduardo Gouvêa, a advertência de que todo país para ser competitivo precisa de uma indústria naval forte. Até porque, senhor presidente, a indústria naval brasileira já viveu seus momentos de glória, conquistando a posição de a segunda maior do mundo. Infelizmente, começou a decair nos anos 80, sendo literalmente extinta a partir de 1996.

Mas, felizmente, depois de duas décadas de inércia, o setor naval se prepara, com força, para viver um novo momento de glória e pujança, alavancado que está sendo com a grande força da Petrobrás, através da Transpetro, que já assinou contratos para a construção de 26 navios no Brasil.

Portanto, senhor presidente, está de parabéns o governador Sérgio Cabral pela iniciativa de oferecer incentivos fiscais à indústria da construção naval. Ele está dando, com certeza, a sua contribuição para que o Estado do Rio de Janeiro volte a crescer, a gerar empregos, renda, riqueza e felicidade geral para o povo fluminense.

Muito obrigado!

sábado, 12 de julho de 2008

Concurso de gastronomia marca a V Festa do Aipim em Tinguá



Um concurso de gastronomia elegeu na tarde deste sábado, 12 de julho, o melhor prato principal e a melhor sobremesa feitas com aipim, durante a V Festa do Aipim, em Tinguá, Nova Iguaçu. Todos os pratos e sobremesas apresentados tiveram o aipim como ingrediente principal. Neste domingo, o público vai conhecer a nova rainha da festa, que será eleita por um júri popular. Só neste terceiro dia de festa, que começou na quinta-feira, são esperadas mais de 20 mil pessoas.

Quem for ao local não vai se arrepender, garante o presidente do projeto, Amarílio Alves de Andrade, o Marre. “Nossa festa esta bem organizada. Quem vier aqui terá estacionamento e uma variedade de pratos típicos da região para comer. É só ter disposição”, disse Marré. Ex-dona de padaria, Maria Madalena Salles, 40 anos, agora se dedica a pesquisar novos pratos com Aipim. “Temos pão de aipim, vaca atolada, bolos e doces”, disse ela.

O Aipim à portuguesa de Ana Beatriz, a Bidu, foi o prato vencedor do concurso de gastronomia. O segundo lugar ficou com a costela com aipim de Gilberto Gonçalves e o terceiro lugar foi para o talharim de aipim de Cleusa Vieira. Todos os pratos já estão no cardápio deste ano da festa. Vale conferir ainda as sobrtemesas de diversos sabores como: o sorvete, o mousse de chocolate, o pudim, cocada, manjar, bolo, tudo feito a partir da raiz mais popular da região e que dá nome a festa. A festividade tem shows com artistas da região e atrações para as crianças durante todo o dia.

A dona-de-casa Silverina Roberto de Luna, 60anos, aproveitou o dia para almoçar em Tinguá. “É a primeira vez que venho a aqui. Achei ótimo. Este tipo de festa valoriza a região”, disse a moradora de Corunbá. Quem também prestigiou o evento foi a auxiliar de enfermagem Juliane Silva Oliveira. “É a segunda vez que venho aqui. O evento está organizado e as comidas são maravilhosas”, disse Juliane, que visitou o local em companhia da família.



Fórum em Duque de Caxias discute saúde, trabalho e reabilitação de deficientes


Cerca de 200 representantes de entidades, sociedade civil, órgãos municipais e do Ministério Público, do Fórum os Direitos da Pessoa com Deficiência, promovido com apoio da secretaria de Assistência Social de Duque de Caxias. Realizado no plenário da Câmara Municipal, o fórum discutiu o tema “Inclusão, participação e Desenvolvimento: um novo jeito de avançar”.

O Fórum foi aberto pela presidente da Sociedade Pestalozzi do município, Maria Lúcia Ribeiro e contou com a presença da secretária de Assistência Social Daniele Reis e da promotora Cristiane Lima, da Promotoria de Proteção às Pessoas Portadores de Deficiência e Idosos, instalada este ano no município, entre outras autoridades. Durante o evento também foram eleitos os delegados à conferência estadual deste ano.

Os participantes assistiram a palestras sobre “Saúde e Reabilitação profissional”, “Educação e Trabalho” e “Acessibilidade”. Também foram apresentadas propostas sobre os temas apresentados e para reestruturação do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência, criado em 1989 com a Lei Orgânica dos Municípios. Abordaram os temas, respectivamente, Floricelma Machado, diretora do Centro de Atenção ao Portador de Deficiência, Valéria Oliveira Silva, vice-presidente do Conselho Estadual da Pessoa com Deficiência, e João Carlos Faria da Rocha, representante do Instituto Brasileiro dos Direitos da Pessoa Deficiente.

Para Jocélio de Oliveira, Chefe da Divisão de Apoio da Pessoa com Necessidade Especial e da comissão de reestruturação do conselho, é necessária a atuação dos conselhos municipais nas políticas públicas. “Eles passam para o Poder Público as verdadeiras necessidades devem ser implementadas”, disse Jocélio. No município, a comissão trabalha no segundo andar do prédio da secretaria de Assistência Social, na Avenida Brigadeiro Lima e Silva, 1618, no bairro 25 de Agosto, que oferece fácil acesso aos portadores de necessidades especiais.

Integrante do conselho, Hélio Orrico, deficiente visual há 22 anos, disse que as políticas públicas estão necessitando de maior acompanhamento por parte dos conselhos e das entidades representativas. “O encontro de hoje é o pontapé inicial para que o conselho se reestruture”, frisou Orrico, que estava em companhia da esposa, Edicléa Mascarenhas, coordenadora de Saúde Mental do Hospital Infantil Ismélia da Silveira e membro do Núcleo de educação Inclusiva da Uerj.