Search

Carregando...

Fale comigo!

sexta-feira, 25 de março de 2011

Presidente do TJRJ recebe representantes da Associação dos Magistrados das Justiças Militares Estaduais

O presidente do Tribunal de Justiça do Rio, desembargador Manoel Alberto Rebêlo dos Santos, em reunião com o presidente da AMJME Getúlio Corrêa; o desembargador Marcus Quaresma; os juízes Ana Paula Monte Figueiredo, Edmundo Franca de Oliveira e Fernando Pereira; o diretor da DGSEI, cel. Francisco Matias; e a capitão Juliana Pereira.

O presidente do Tribunal de Justiça do Rio, desembargador Manoel Alberto Rebêlo dos Santos, recebeu nesta quarta-feira, dia 23, o presidente da Associação dos Magistrados das Justiças Militares Estaduais (AMAJME) e juiz titular da Auditoria de Justiça Militar Estadual de Santa Catarina, Getúlio Corrêa. O objetivo da reunião foi discutir a possibilidade de realização do XII Congresso das Justiças Militares Estaduais na cidade do Rio de Janeiro.

O organizador do evento, juiz coronel Fernando Pereira; o coordenador das Justiças Militares da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), juiz Edmundo Franca de Oliveira; e a juíza da Auditoria da Justiça Militar do Rio de Janeiro Ana Paula Monte Figueiredo aproveitaram a oportunidade para solicitar o apoio institucional do TJRJ ao seminário, que deve acontecer entre agosto e setembro deste ano. “Podem contar conosco. Eu ponho à disposição de vocês a estrutura do Tribunal”, afirmou o presidente Manoel Alberto.

O XII Congresso das Justiças Militares Estaduais pretende promover o debate em conjunto com os juízes de Direito e os juízes militares da União e dos Estados, de primeiro e segundo graus, sobre as propostas de reforma em seus códigos e na estrutura da Justiça Militar Estadual e Federal.

O desembargador Marcus Quaresma Ferraz; o diretor-geral de Segurança Institucional (DGSEI) do TJRJ, coronel Francisco Matias; e a capitão Juliana Pereira também participaram do encontro.

domingo, 20 de março de 2011

Barack Obama inicia visita oficial ao País; veja agenda



Barack Obama e Dilma Rousseff trocam cumprimentos no Salão Nobre do Planalto

Barack Obama e Dilma Rousseff trocam cumprimentos no Salão Nobre do Planalto

Crédito : José Cruz/ABr

DA REDAÇÃO CLICK21 - O presidente americano Barack Obama desembarcou na Base Aérea de Brasília por volta das 7h30 deste sábado para sua primeira visita à América do Sul. De acordo com o Itamaraty, as reuniões de trabalho com a presidente Dilma Rousseff tratarão de "questões de interesse mútuo nas agendas bilateral, regional e global", com foco na economia. Entre os temas, os maiores interesses americanos no Brasil estão nos setores de energia e de infraestrutura.

Obama iniciou sua agenda às 10h, no Palácio do Planalto, onde foi recebido, juntamente com sua mulher Michelle e as duas filhas, por Dilma. A solenidade inicial incluiu cumprimentos entre os líderes dos dois países, uma salva de canhões e a apresentação do hino nacional brasileiro.

No Salão Nobre do Planalto, os dois presidentes posaram para fotos e cumprimentaram as delegações. Às 10h20, fizeram uma reunião bilateral, em que estava prevista a participação dos chanceleres dos dois países, e uma outra aberta a mais autoridades. O Planalto informou que participaram desta segunda conversa os ministros Antonio Palocci, da Casa Civil, Guido Mantega, da Fazenda, Fernando Pimentel, da Indústria e Comércio Exterior, Isabella Teixeira, do Meio Ambiente, Aloizio Mercadante, de Ciência e Tecnologia, e o assessor para Assuntos Internacionais, Marco Aurélio Garcia.

Enquanto o presidente americano realiza reuniões de negócios, no final da manhã, a primeira-dama deve seguir sua própria agenda. Michelle assistirá a uma apresentação cultural com jovens de comunidades carentes brasileiras que participam de programas patrocinados pela Embaixada dos EUA.

O presidente americano e a sua família partem da Base Aérea de Brasília, às 18h20, rumo ao Rio de Janeiro, onde passarão o domingo. Lá, Obama deverá discursar dentro do Theatro Municipal, para um público restrito. A previsão anterior é o presidente fizesse um discurso aberto na Cinelândia, no Centro do Rio, mas a Embaixada dos EUA anunciou a alteração na agenda na noite de quinta-feira.

No Rio, Obama e sua comitiva encerram a visita ao Brasil e partem rumo ao Chile.